sábado, 2 de janeiro de 2010

2007 - Viagem à região dos Dolomites em Itália, realizada de 20.07 a 21.08, num total de 6874 quilómetros percorridos. Parte I

Na imagem reproduzida abaixo pode ser visto o percurso efectuado.Nota 1: Também este ano, com o nascimento da nossa segunda neta que está previsto para o final de Julho ou princípio de Agosto, vamos andar por perto de Turim para estarmos presentes nessa data.

Nota 2: Algumas imagens foram obtidas na internet.

1º Dia -Algueirão/Calatayud - 919.4 Km

Saímos do Algueirão às 06.45 e fomos pelo IC19, passando o Tejo pela Ponte 25 de Abril. Continuámos pela A2 e A6 e parámos na àrea de serviço de Estremoz para tomar o pequeno-almoço, após o qual continuámos a viagem até à fronteira do Caia, por onde entrámos em Espanha.
Em Espanha fomos pela A5 até Madrid, tendo um pouco antes entrado na R5, que é uma auto-estrada com portagem e pela qual passámos pela primeira vez.
Acabámos por nos enganar, pois não tínhamos qualquer indicação. Saímos dela para a M50, devendo depois ter saído para a M40, mas em vez disso, continuámos na M50 que foi dar à A6 que seguia para a Corunha. Quando vimos que íamos mal saímos e voltámos para trás, na direcção de Madrid, tendo depois então entrado na M40 e apanhado mais à frente a A2 para Zaragoza, que tinha bastante trânsito. Não quiz entrar na R2, também com portagem e que fugia a todo aquele trânsito, mas acabei por ir entrar nela mais à frente, para despachar. Estas auto-estradas, a R5 e a R2, compensam por se fugir a todo aquele trânsito de Madrid e arredores.
Quando ela terminou, voltámos à A2, tendo ido até Calatayud, onde ficámos no nosso já velho conhecido Camping com o mesmo nome.
Chegámos às 19.10, já pela hora espanhola.

2º Dia - Calatayud/Salses-le-Château - 578.4 Km

Saímos do camping às 9 horas e entrámos na A2 para Zaragoza. Ao passar nesta cidade, já se viam as obras para a Expo 2008 que ali se vai realizar no próximo ano.
Continuámos depois pela NII para Lérida, virando aqui pela C13 e C14 para Andorra.
Almoçámos um pouco antes de Andorra, no Restaurante Plat d'Or, tendo sido a ementa constituída por melão com presunto, como entrada e costeletas de cordeiro na brasa, acompanhadas com um pouco de vinho tinto e para terminar, um café.
Enquanto estivemos no restaurante começou a chover. Após o almoço fomos até Andorra meter gasóleo e voltámos depois para trás, virando em La Seu d'Urgell pela N260 para Bourg-Madame, por onde entrámos em França, tal como em 2005.Já em França, seguimos pela N116, passando por Font Romeu e Mont-Louis e seguimos até Perpignan. Nesta cidade entrámos na N9 na direcção de Narbonne e ficámos em Salses-le-Château, no Camping International du Roussillon, onde chegámos pelas 18.30.
Resta registar que durante toda a tarde esteve a chover, com maior ou menor intensidade e foi já depois de estarmos no camping, que esta parou.

3º Dia - Salses-le-Château/Aix-en-Provence - 320.8 Km

Saímos do camping às 10.30 e fomos pela N9 para Narbonne e Béziers, seguindo depois para Montpellier.
Continuámos na direcção de Arles e desta cidade seguimos para Aix-en-Provence, onde ficámos no Camping Chantecler, ao qual chegámos por volta das 17 horas.
Depois de nos instalarmos, estivemos a ver o filme "A Herança que veio do frio" e quando este terminou, fomos jantar. Hoje não choveu e o tempo esteve bom.

4º Dia - Aix-en-Provence/Meolans Revel - 199.1 Km

Saímos do camping às 9 horas e fomos pela N96 e N85 até Digne-les-Bains, onde entrámos na D900.
Passámos por La Javie,
Col du Labouret (que fica a 1240 metros de altitude),Col de Maure (a 1346 metros) e em Lauzet virámos para Barcelonnette, tendo ficado um pouco antes em Meolans, no Camping Rioclar, onde chegámos às 16 horas.
Toda esta zona faz parte dos Alpes-de-Haute-Provence.
Depois de nos instalarmos fomos dar uma volta pelo camping e mais parecia que estávamos na Holanda, pois só se viam holandeses e apesar de já estarmos habituados a que isto aconteça, pareceu-nos que nunca tínhamos visto como aqui, pois quase não havia de outras nacionalidades.

5º Dia - Meolans Revel/Turim - 215.9 Km

Saímos do camping às 09.30 e continuámos pela D900 até ao Col de Larche ou Colle della Maddalena em italiano, que está a 1996 metros e que é a fronteira com Itália, depois de termos passado por Barcelonnette.Em Itália, a poucas centenas de metros, encontra-se o Lago della Maddalena.
Seguimos pela SS21 até Cuneo, que pertence à região de Piemontee desta cidade pela SS20 até Turim. Chegámos a casa da C. por volta das 15 horas. Eles tinham-se mudado para a casa nova no sábado.Fomos depois buscar a C. (neta) ao asilo (infantário), que ficou envergonhada assim que nos viu. Notámos que está mais crescidinha e com mais cabelo, muito lourinho. Passado pouco tempo, já em casa, já lhe tinha passado a vergonha.
Depois de jantar fomos para a casa velha, onde ficámos a dormir estes dias em que estivemos em Turim.

6º Dia ao 10º Dia - Turim - 63.6 Km

Hoje (dia 25) a C fez 2 anos e tivemos um almoço melhorado e um bolo com a respectiva vela para a C. apagar. Também esteve presente neste almoço a avó (nona) paterna.
Nestes dias saíamos da casa velha e íamos ter à casa nova, onde nos juntávamos a eles e andámos a transportar coisas na AC, que ainda estavam na casa velha. De resto não se passou nada digno de nota.

11º Dia - Turim/ Torre Daniele - 91.9 Km

Hoje a C. teve de ir ao hospital e ficámos a saber que estava a correr tudo bem com a gravidez.
Saímos por volta das 15.30 e fomos na direcção de Aosta por estrada nacional, até Settimo Vittone. Ficámos um pouco à frente, em Torre Daniele, no Camping Mombarone, onde já havíamos ficado há dois anos.Chegámos pelas 18 horas e já não saímos.

12º Dia - Torre Daniele/Piverone - 116.2 Km

Saímos do camping pelas 10 horas e fomos pela SS26 até Bard, onde parámos junto ao rio.Fomos de seguida visitar o Forte di Bard, que fica numa colina.Começámos por subir o pequeno povoado, que conta com apenas 139 habitantes, a meio do qual fica a entrada para o forte.Subimos depois em três elevadores panorâmicos que nos levam até ao cimo, de onde se tem uma vista soberba sobre o Vale d'Aosta.Tal como o vemos hoje, é uma construção da Casa de Savoia realizada de 1830 a 1838, no lugar de um antigo castelo destruído em 1800 por Napoleão. Esteve a seguir abandonado durante um longo periodo e foi agora completamente restaurado, tendo aberto ao público em Janeiro de 2006. Está lá também instalado o Museu dos Alpes.Viemos depois a pé para baixo, tendo atravessado o povoado pelo lado contrário, até chegar cá abaixo junto ao rio.Quando chegámos junto ao rio, atravessámos uma ponte e fomos andando até mais adiante, tendo depois voltado para a AC.Almoçámos no lugar onde tínhamos estacionado e após o almoço seguimos por uma estrada regional pelo Val di Champorcher até Chardonney, onde a estrada não tinha mais continuação. Subi ainda por uma rua bastante estreita que só dava acesso àquelas casas na montanha e quando cheguei ao fim, para voltar para trás tive de fazer uma imensidão de manobras para conseguir inverter a marcha. Quando finalmente me vi virado para a descida, regressámos novamente pela mesma estrada até entrar na SS26 na direcção de Ivrea.
Nesta cidade virámos para o Lago Sirio, onde pretendíamos ir ficar num camping que vimos no mapa, mas como não o encontrámos voltámos para Ivrea e seguimos depois na direcção de Viverone, pela SS228, onde após alguns quilómetros vimos uma indicação de camping e seguimos a indicação, mas ao verificarmos que era um camping na montanha, em Torrazzo, voltámos também aqui para trás, continuando então para Viverone, tendo ficado um pouco antes, em Piverone, no Camping Plein Soleil que ficava à beira do Lago di Viverone e onde chegámos às 19.30.
13º Dia - Piverone/Turim - 160.2 Km

Saímos do camping às 10 horas e seguimos para Chivasso e daqui por auto-estrada, uma vez que este troço não tinha portagem, até sairmos para a tangencial de Turim.
Continuámos para Avigliana, com ideia de ficarmos no Camping Avigliana Lacs, que tínhamos visto no livro de campings de Itália, mas ao chegar lá, embora estivesse anunciado em vários locais, ficámos com a ideia que o mesmo já não existia, pois fartámo-nos de dar voltas e ao passar pela morada indicada no livro, pareceu-nos já lá ter existido, mas de momento estava tudo com ar de abandono.
Acabámos por parar no parque de estacionamento do cemitério, para almoçar. Depois do almoço seguimos para Turim e fomos ter a casa da C., pois hoje ela fazia 33 anos.
Jantámos com eles e depois de jantar fomos para o Camping Villa Rey, onde chegámos faltavam 10 minutos para as 22 horas.
Em baixo apresento alguns ingressos.

Continua...

9 comentários:

Nocas disse...

Olá João,
Estou a seguir esta sua viagem, por sinal bem grande! Quando estivemos em Itália, não tivemos tempo para visitar os Dolomites. Fizemos Veneza, Pádua, Verona, 2 localidades do Lago di Garda (está no meu blog). Adorei o norte de Itália... quando comprarmos a nossa AC juntamos-nos a si numa viagem destas... :) :)

ROADRUNNER disse...

Gostei muito da descrição da viagem, acompanhada pelas fotos.
Vou voltando para apreciar as viagens, que aqui há muita e boa matéria!

Saudações do Roadrunner e votos de um bom 2010 cheio de viagens!

Rosa Maria disse...

Caro João,
como sempre a descrição está perfeita e as fotos muito lindas, principalmente as de montanha (adoro montanhas...)
Um forte abraço

Mendes disse...

Olá Morgado!
Começar 2010 relatando uma viagem maravilhosa com aquela vista do Vale d'Aosta, entre outras super panorâmicas e também ficar sabendo que tudo está bem com as “C” é muito bom e muito gratificante, obrigado amigo, e Feliz 2010...

São disse...

Viva ...e obrigada: acabei de fazer a minha primeira viagem de 2010, rrsss

Um viajado 2010, com saúde e felicidade.

Haddock disse...

Companheiro João Morgado,

com descrições de viagens assim quase nem é preciso sair de casa.
Bem haja e bom ano de 2010

Vitor Silva
aka Haddock

António Resende disse...

Espero que no futuro o meu amigo tenha o seu ''diário de viagem'' em diaaaa!!!
Boas viagens 2010.
A R

DeCarvalho disse...

Viva
Parabens pelo facto de a nova coordenação do CAB-Circulo de autocaravanistas da blogo-esfera ter selecionado o seu blog para divulgação como se vê em www.cab-circulo.blogspot.com

vale pois a pena continuar a partilhar as suas memórias!

Vagamundos disse...

Nada como começar 2010 com mais um grande relato de viagens. E ainda por cima o ano promete elemento novo da familia e viagem nova para as bandas de Turim.
Abraço